Ah! A ansiedade nos fazem reféns ...



Eu sei como se sente, é uma pressão de dentro para fora que nunca se sabe como começou.
São preocupações intensas e às vezes inexistentes, de um cotidiano persistente, com um medo excessivo de boatos que seu pensamento eleva, a alma se inquieta, sua respiração se acelera
Meu Deus! Calma!

Aquele cansaço com um coração acelerado, acelerado sempre, sem parar, o peso de suas escolhas se tornam ainda mais pesadas, tendo sempre um certo medo de tudo dar errado, mesmo estando tudo certo.
Noites em claro pensando em coisas que só precisarão ser feitas daqui a semanas, talvez meses ou anos.  A perda de apetite, ou a compulsão te fazem ficar tristes, pois não é isso o que realmente queria, não é mesmo?
Não se preocupe, estamos juntos nessa.
A perda de concentração te faz ficar embaraçado quando lhe chamam a atenção, mas não é culpa sua.
                                                                                      Que? O que? Oi? Ham?
São pequenas palavrinhas ditas que fazemos quando alguém fala ou pergunta algo, mas estávamos pensando em soluções para problemas que nem chegaram a acontecer.
Eu sei, eu te entendo. A ansiedade é uma batalha árdua, somos guerreiros e quem não tem, não entende, não entende que ela pode nos afetar de diversas formas, que nos fazem ser sinceros e honestos com nossos sentimentos, nos fazem ter pontos fracos, cada um com seu qual.
Uma pessoa com ansiedade tem medo, muito medo. Palavras como “Precisamos conversar depois” ou” Você que escolhe” é como álcool em fogo. Ela tem medo de não ser boa o suficiente, medo de sair de seu conforto e ser ridicularizado.
Pessoas com ansiedade normalmente são perfeccionistas, pois estão sempre carregando dentro de si a obrigação de tudo ser perfeito, para outras pessoas não acharem uma brecha.

Mas, ei... você que se identificou com esse texto, estamos juntos nessa. Não desista, não se culpe e não perca as esperanças em algo que você pense que não de certo. Me dê a mão e vamos travar essa batalha juntos.
Você superou até aqui, é mais forte do que pensa.

Quando se sentir sobrecarregado, ansioso ou desesperado, ouça uma música calma. Releia esse texto, dê play no vídeo e tire esse peso das suas costas. Beijão <3 






2 comentários:

  1. muito bom esse texto e ainda é muito motivador

    ResponderExcluir
  2. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA essa música de fundo tirou umas lágrimas traiçoeiras de mim :(
    Que texto migs!!!
    Amei, precisamos parar para pensar, refletir, ouvir uma boa música.
    Tudo bem estar triste de vez em quando, isso não é um problema, precisamos por para fora tudo que nós cansa, nos tortura, nos afunda, precisamos por para fora os dias tristes também, mas depois precisamos recomeçar, e tentar, tentar de novo, sem jamais desistir, e dá um pisão nessa tal de ansiedade, pois com nós ela não pode ter vez.
    Beijos.


    www.jayhanadenardi.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

© Uma Jornada Com Café - 2018 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo